12 outubro, 2011

O que Einstein disse a seu cozinheiro

Chamaria também de "o guia dos curiosos na cozinha". Fora algumas receitinhas o livro é todo em formato de perguntas e respostas do tipo: "será que o calor pode chegar a fritar um ovo na calçada ou no asfalto?". É um livro para pessoas curiosas mesmo. Separei alguns trechos para vocês terem uma idéia:

"Na França, comi manteiga mais saborosa. O que a torna tão diferente? Mais gordura. A manteiga comercial tem 80% a 82% de gordura de leite (...) enquanto a maior parte das manteigas europeias contém um mínimo de 82%, ou até 84%. (...)"

"O arroto contribui para o aquecimento global? Não ria. É uma boa pergunta. Tão boa que eu mesmo pensei nisso quando fiquei sabendo que 15,2 bilhões de galões de refrigerantes (...) foram consumidos em 1999 nos Estados Unidos. E o que você acha que aconteceu a todo o gás carbônico nessas bebidas ? Acabou sendo liberada para a atmosfera pela respiração e por eructação - arroto, para falar claro. (...)"

"Por que não se deve pôr metal num forno de micro-ondas? A luz se reflete em espelhos; as micro-ondas se refletem em metais. Se o que você puser no forno refletir de volta um excesso de micro-ondas, em vez de absorvê-las, o tubo de magnétron poderá ser danificado. (...)" 

Ficaram curiosos em saber se é possível cozinhar o ovo no asfalto ? A resposta é não, mas no teto de uma caminhonete sim!

O que Einstein disse ao seu cozinheiro - a ciência na cozinha. Robert L. Wolke, 2002, editora Zahar.

1 degustações:

Cucchiaio pieno disse...

Hehehe, adorei essa pergunta sobre o arroto - abaixo o refrigerante!
Gosto de livros assim, pois sou bem curiosa!
Um abraço
Léia

Postar um comentário